Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

20/11/2018 - 10:39

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 31 °C

Suspeitos de assassinar crianças em Bacabeira são julgados; penas somam mais de 130 anos

Suspeitos de assassinar crianças em Bacabeira são julgados; penas somam mais de 130 anos

Os suspeitos de assassinar duas crianças em Bacabeira foram julgado nessa quinta-feira (8).

O júri popular levou a julgamento Antônio Coelho Machado, vulgo ‘Antonio Baixinho’, Josean Serra Rego e Cleferson de Jesus Machado Vilaça deve acontecer às 9h no fórum de Justiça de Rosário.

Eles foram julgados pelos crimes de homicídio contra uma criança de 11 anos e um adolescente 12 anos, além da tentativa de homicídio contra outros dois jovens, crimes ocorridos em 11 de agosto do ano passado, em Campo de Perizes, Bacabeira. As sentenças somadas chegam a 134 anos de prisão para os três envolvidos.

Os denunciados, armados com espingardas, revólveres, facão e facas, teriam atacado de forma cruel as vítimas, praticando o crime de homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver contra as duas vítimas fatais; e homicídio tentado contra outras duas vítimas, qualificado por motivo fútil.

SENTENÇA

Na época, os corpos de Erisvan Costa, de 12 anos, e Roberto da Luz, de 11 anos, foram encontrados em uma cova próximo a um mangue na BR 135.

Os acusados Antonio Coelho Machado, Cleferson de Jesus Machado Vilaça e Josean Serra Rego foram condenados, respectivamente, às penas de 43 anos; 44 anos e 47 anos de reclusão, a serem cumpridas em regime inicialmente fechado. A condenação se deu pelo Tribunal do Júri da Comarca de Rosário, pela acusação dos crimes de assassinato e ocultação de cadáver de uma criança e um adolescente; e tentativa de homicídio contra outro adolescente e um adulto, crime ocorrido no Povoado Periz de Baixo, município de Bacabeira, no dia 1º de agosto de 2017, motivado por suposto furto de porcos pelas vítimas em terreno de propriedade de Antonio Machado. A juíza Karine Lopes Castro, titular da 1ª Vara de Rosário, presidiu o julgamento, finalizado na noite desta quinta-feira (8), no Fórum da comarca de Rosário, negando na sentença a possibilidade de os réus recorrerem em liberdade, já que permaneceram presos durante toda a instrução.

SAIBA MAIS:

Polícia conduz suspeitos de assassinar e enterrar duas crianças em Bacabeira

As vítimas eram moradoras da Vila Samara, zona rural de São Luís e estavam desaparecidas quando saíram para pescar com dois jovens de 15 anos e 24 anos, que também foram atacados, mas sobreviveram.

Os dois adolescentes conseguiram fugir do ataque e foram encontrados por moradores da região gravemente feridos, baleados na boca, e na perna, além de golpes de facão. As vítimas foram levadas em estado grave para o hospital Socorrão II.

A polícia chegou até os corpos dos meninos, após prender os suspeitos de praticarem o ataque.

Segundo a polícia, Antonio Coelho Machado, confessou ter assassinado as crianças e atacado os adolescentes com a ajuda do genro. Segundo o suspeito, as crianças foram levadas até o mangue, onde foram mortas com facões e armas de fogo, porque que queriam furtar animais dentro de sua propriedade.

Assista abaixo o depoimento de dois dos envolvidos no crime:





 

Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

E-mail:

greg