Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

16/09/2019 - 05:59

Sao Luis: Nuvens Dispersas, 26 °C

Setembro Amarelo: Rede do Bem é fortalecida para prevenção ao suicídio em SL

Setembro Amarelo: Rede do Bem é fortalecida para prevenção ao suicídio em SL

Com serviços em áreas como assistência social, saúde, educação e paisagismo urbano, a Prefeitura de São Luís participou, nesta terça-feira (10) - Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio - do lançamento da Campanha "Rede do Bem: estamos aqui para ajudar". A campanha, lançada da Praça Nauro Machado, é uma iniciativa do Ministério Público do Maranhão, através do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAOP/DH), em parceria com o Fórum Estadual de Prevenção da Automutilação e do Suicídio e reúne diversas instituições que oferecem serviços que contribuem com o objetivo da campanha, que é de prevenir casos de automutilação e suicídio. Ao longo do dia, as instituições desenvolveram diversas atividades na Praça Nauro Machado, na Casa de Cultura Huguenote Daniel de La Touche e no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho e no Centro Cultural e Educacional Mandingueiros do Amanhã.

A primeira-dama de São Luís, Camila Holanda, e o secretário municipal de Saúde Lula Fylho, participaram das atividades. "Esse é um tema que precisa ser debatido e dialogado com a sociedade. Essa é uma forma de vencermos a depressão e o suicídio como uma de suas consequências. A gestão do prefeito Edivaldo desenvolve vários serviços para preservar a saúde mental, e estamos aqui junto para somar com a Rede do Bem", disse Camila Holanda.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destacou a importância do movimento. "Esse movimento é muito importante para salvar vidas, e a rede municipal de saúde entra nessa articulação com a oferta de atenção psicossocial em unidades específicas. A gestão do prefeito Edivaldo tem investido cada vez mais no fortalecimento dos serviços para garantir atendimento às pessoas, especialmente às que se encontram em situação de vulnerabilidade", afirmou o secretário.

Entre as atividades realizadas pela Rede do Bem durante toda a terça-feira estão rodas de conversa, atividades culturais, contação de histórias com a Biblioteca Benedito Leite, doação e plantio de mudas de plantas pelo Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), entre outras. Também estiveram disponíveis ao longo do dia, serviços nas áreas de saúde com os Centros de Atenção Psicossocial (CAPSi e CAPS II), o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS-AD), o Instituto Ruy Palhano e o Serviço Social do Comércio (Sesc).

Alunos da rede municipal de ensino foram incentivados a participarem das atividades. Cerca de 400 alunos de escolas municipais passaram pelo evento. "Achei muito interessante e muito importante para nós jovens. Gostei especialmente da apresentação que assisti, de uma história que nos incentiva a ficar sempre perto da nossa família", contou Makeliny Gonçalves, 14 anos, estudante da U.E.B Bandeira Tribuzzi, que acompanhou a apresentação da peça teatral 'O Filho Pródigo'.

"A gente percebe que os jovens precisam de maiores cuidados, então é importante que eles tenham a possibilidade de participarem de eventos como esse para se informarem melhor sobre esse assunto tão evidente no meio deles", completou a gestora da U.E.B Rosilda Cordeiro, Cleonice Jesus Alves.

O poder público municipal também contribuiu com o evento através da palestra "Educação e Saúde: Possibilidades de Cuidado em Saúde Mental", com profissionais das secretarias municipais de Saúde e de Educação, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho. Ainda no local, equipe da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) orientava e informava os participantes a cerca de serviços oferecidos nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e, ainda, pelo serviço de abordagem social desenvolvido pela Semcas.

Na Praça Nauro Machado, além dos serviços de saúde aconteceu a divulgação dos trabalhos de cada uma das instituições integrantes do Fórum de Prevenção ao Suicídio e das dezenas de instituições e órgãos parceiros, com esclarecimentos de como e onde podem ajudar quem está passando por sofrimentos que podem levar à ansiedade, depressão, automutilação e ao suicídio.

O promotor e diretor da Secretaria para Assuntos institucionais do Ministério Público do Estado do Maranhão, Marco Amorim, destacou a importância dos parceiros que fazem parte da Rede do Bem. "Hoje no mundo, a cada 40 segundos uma pessoa morre vítima de suicídio e entre os jovens é a segunda maior causa de morte, perdendo apenas para o trânsito. Chegamos a conclusão de que a melhor forma de enfrentamento é a prevenção, e uma instituição não consegue fazer esse trabalho só. Precisamos nos unir para que a gente consiga fortalecer essa rede e ampliar as ações na área da prevenção", ressaltou o promotor.

A Rede do Bem desenvolverá outras atividades de prevenção, especialmente em escolas da rede pública de ensino. "O trabalho será implementado, a princípio, nas escolas públicas. Estaremos nas escolas identificando lideranças que sejam protagonistas nesse trabalho de identificar alunos em situação de automutilação e depressão, fazendo esse contato entre a escola e o setor público na área de saúde e assistência social", explicou a diretora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAOP/DH), Cristiane Maia Lago.

DIA MUNDIAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

Nove em cada 10 mortes por suicídio poderiam ser evitadas. Os dados, da Organização Mundial da Saúde (OMS), reforçam a importância da valorização da vida e da conscientização sobre ela. Por isso, dia 10 de setembro é considerado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, o Dia D do Setembro Amarelo, mês que celebra e reforça a importância de dialogar sobre o tema.

A data surgiu há 25 anos. A cor da campanha foi adotada por conta da trágica história de Mike Emme, um jovem americano, de 17 anos que, em 1994, tirou a própria vida dirigindo seu carro amarelo. Seus amigos e familiares distribuíram no funeral cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem passando pelo mesmo desespero.

Com informações da Prefeitura de São Luís.

Foto: A.Baeta/Ag.São Luís.





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg